DIA DO TÉCNICO AGRÍCULA

05 de Novembro, Dia do Técnico Agrícola.

Profissionais Técnicos Agrícolas comemoram no dia 5 de novembro o Dia Nacional do Técnico Agrícola. No Paraná são aproximadamente 5 mil profissionais distribuídos em todos os Municípios do Estado, estando organizados em Sindicato e Associação dos Técnicos Agrícolas, com sede na Capital do Estado, contando com 32 núcleos regionais distribuídos no Estado. No âmbito Federal, estão vinculados na Federação Nacional dos Técnicos Agrícolas – Fenata.

Estes profissionais são habilitados em Escolas Agrícolas autorizadas e o exercício da profissão se dá através da Lei Federal nº. 5.524/68 e seus Decretos Regulamentadores nºs 90.922/85 e 4.560/2002, os quais dispõem as atribuições da Categoria, garantindo responsabilidade Técnica por Empresas de Consultoria Agropecuária, Topografia e Comércio de Agrotóxicos, além de Projetos Agropecuários, Projetos de Crédito Rural, Seguro Agrícola, Pareceres Técnicos, Assistência Técnica, CFO (Certificado Fitossanitário de Origem), Laudos de Licenciamento Ambiental, Transformação Agroindustrial, Agricultura, Receitas Agrícolas, Fiscalizações Agropecuárias e Ajardinamento, dentre outros.

A bandeira de luta principal da categoria dos Técnicos Agrícolas é por um conselho de fiscalização próprio e em segundo plano registros diretamente no Ministério do Trabalho. De acordo com a diretoria do SINTEA-PR (Sindicato dos Técnicos Agrícolas de Nível Médio no Estado do Paraná), no momento os profissionais Técnicos Agrícolas estão obrigados, a contra gosto, a serem registrados no Conselho de Engenharia Arquitetura e Agronomia do Paraná, onde sofrem restrições de toda ordem, pois a Lei 5.194/66 que criou este Conselho, não permite o Técnico votar e ser votado. Portanto os técnicos consideram o Conselho socialmente desnecessário para a categoria.

100 ANOS DE PROFISSÃO
A profissão de Técnico Agrícola completa 100 anos em 2010, pois sua formação escolar data de 1910 na primeira Escola do Brasil, na cidade de Viamão, no Rio Grande do Sul.

Atualmente o profissional Técnico Agrícola possui muitas modalidades profissionais, entre elas o Técnico Agrícola em Agricultura, Técnico Agrícola em Pecuária, Técnico Agrícola em Agropecuária, Técnico Agrícola em Floresta, Técnico Agrícola em Pesca, Técnico Agrícola em Enologia e Agroecologia, todos formados em Colégios Agrícola, da rede Estadual e Federal de Ensino.

O profissional Técnico Agrícola atua nos mais diversos segmentos no setor Agropecuário Paranaense, no Governo Federal, através do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (EMBRAPA), no Ministério do Meio Ambiente, no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e no Governo do Estado do Paraná, na Secretaria de estado da Agricultura e Abastecimento (Instituto EMATER, IAPAR, CLASPAR, CODAPAR, CEASA), na Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SUDERHSA, IAP, ITCG), Secretaria de Estado da Educação (Colégios Agrícolas). Também atua nas Prefeituras Municipais, através das Secretarias Municipais de Agricultura e de meio Ambiente.

No setor privado, o Técnico atua em Cooperativas Agropecuárias, Comércio de Insumos Agropecuários, Consultoria, Topografia, na condição de empregado, autônomo e empresário, além disso, como Produtor Rural. Muitos Técnicos também atuam na política, sendo Vereadores, Prefeitos, Secretários, Deputados e até Governadores de Estado.

Portanto, os Técnicos Agrícolas são profissionais de grande importância na produção de alimentos com qualidade, garantindo proteção ao meio ambiente e contribuindo por segurança alimentar a toda a população.
A diretoria do SINTEA-PR parabeniza todos os Técnicos Agrícolas, verdadeiros soldados anônimos, que lutam no combate a fome.


Tv.:Itararé, 43 - sala 15 - C.E.P.: 80.060-040
Fone/Fax - 41) 3223-4150 - Curitiba - Paraná